Sobre exílios e ilusões

É como se o compositor ao sentar em frente de seu piano, respirasse a pureza do incenso de olíbano e olhando a um quadro de Rembrandt sentisse paz em La menor, num pianíssimo breve de calma, carinho e amor...

E é um só sentimento...

Há imagens e poemas que se casam com canções. Pode ser que o músico, o poeta, o pintor, o discípulo estejam sob a mesma condição... Talvez, o que importa seja abrir o peito. Seria isto a arte? Abrir o peito?
O artista sabe que arte não é ilusão. Ele aprende o exercício de tirar suas máscaras e abre a si mesmo no objetivo de ouvir sua mais secreta voz. E isso não se faz com displicência e indiferença.
Artista é aquele, doa-se à arte e ao sofrido exercício de encontrar sua verdade, seja ela a paz, a dor, o amor ou a busca pelo infinito... O artista sabe que seu despejo, mesmo que mal interpretado, sempre levará sua verdade, pureza, por isso valerá a pena. Em nosso exílio eterno, agem como verdadeiros anunciadores. E por momentos, deixamos de não sermos a nós. Encontramo-nos.
Ao receber a eucaristia, o discípulo executa a mesma busca que faz o poeta e o cantor, transforma-se n'outro e vê quem é (era).

A verdade e a liberdade estão em nossas buscas...

9 comentários:

Jhoy disse...

Artistas VIVEM de coração aberto.
E eu te considero artista.

Germano disse...

Arte é abrir o peito!
Muito boa comparação, meu caro!

Antes de tudo, deixar-se. Para só depois ser invadido pelo belo, seja ele em que faceta estiver.

Abraços de sempre.
Germano

Veja lá a resposta ao teu pedido de ontem.

Sempre e sempre...

Leandro Neres disse...

Tudo certo Germano, estarei no aguardo.
Abs
LEandro

Du disse...

Por vezes uma música inspira um poema, por outras, uma imagem ou um acontecimento inusitado inspira uma crônica. E assim vamos transformando momentos que até então passariam despercebidos, em registros da nossa alma.

Muito bom o seu texto.

Lorena disse...

Ah, nossa... o que é a voz desse homem?? Que emoção...

E artistas somos todos nós, uns com mais sensibilidade como você, outros com mais intuição. Mas todos damos um jeito de transformar nossa realidade, transformar o cotidiano em arte. Uns a imortalizam, como Milton e sua voz e música, outros fazem e refazem todos os dias... Abrindo o peito e deixando a vida entrar. =)

beijos, e eu estava com saudade d'Os Sonhadores aqui. =)

Alice disse...

E aqui também tem música. Gostei das mudanças...

E abrir o peito sem anestesia é o que faz o artista. Sofredor nato. Um triste palhaço por natureza. Coincidência de músicas e imagens que se casam. Artistas sofrem e existem e não sabem se usam máscaras ou se mostram de vez.

E vc diz que não escreve. Sei...

Bjs.

Letícia Que Não Dorme.

Vidal disse...

Ao receber a eucaristia, o discípulo executa a mesma busca que faz o poeta e o cantor, transforma-se n'outro e vê quem é (era).

Phodástico!

NANA disse...

Ó só Vidal falando palavrão... =O

"... O artista sabe que seu despejo, mesmo que mal interpretado, sempre levará sua verdade, pureza, por isso valerá a pena"

Eu creio que artista é todo aquele que consegue transferir suas emoções p/ um papel, uma tela... E quando isso acontece nem se faz necessário a interpretação, ois a troca de sentimentos é o que importa. Artista é todo aquele que consegue acima de tudo, emocionar.
Beijos

GR disse...

Artista éantes de tudo - para mim - uma pessoa mto corajosa! Por que? Ele (a) dá a cara a tapa!
Expõe a si mesmo ao rídiculo ou ao belo.
Não importa de como nós - platéia - iremos classificar. Ele é sempre a estrela (ainda q faça merda)
Pelo menos, teve a coragem de se mostrar; bem como vc disse: sem máscaras!

Quem me traz mais admiração são os poetas..